15.6.02


Sou um cãozinho filosoficamente cínico, um vira-lata zen: se me agradam, abano o rabo; se me batem, fujo de mansinho...

E não quero ter dono nunca!