16.2.02


Não quero nunca amadurecer minhas idéias. Quero torná-las ainda mais verdes, mais puras, mais viçosas, mais crianças, mais inocentes — mais doces de serem pensadas e sentidas.

E portanto mais belas e velozes, para que se transmitam galopantes nesse cavalo alado chamado Amor.